sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Tempo, compositor de destinos

Cheguei em casa hoje abafada.


Coisas se revolvendo, se movimentando, se deslocando em meu coração. Um aperto sem nome. E eu, que sempre quero explicações para tudo, me vi angustiada por não conseguir perceber a origem desse desconforto.


Foi então que deparei com esta frase da Ana Jácomo, pessoinha bonita que percebe o cotidiano de forma tão lúcida:


"A gente, às vezes, se afoba e se abafa desnecessariamente. Os mais lindos bordados da vida são feitos com os fios de delicadeza que respeitam a sabedoria amorosa do tempo do coração." 
Ana Jácomo


Deus, obrigada por mais esse lembrete! Novamente  havia me esquecido de que a vida tece seus fios mesmo quando não os vejo e não entendo o processo. Posso baixar a bola da ansiedade mais uma vez, respeitando o tempo de que todas as coisas necessitam para acontecerem ou se esclarecerem.


E então me lembrei da frase que a Alcione me revelou certo dia, em que meu coração estava mais abafado que nunca. É de Emmanuel e está no livro Pão nosso. Jamais vou esquecê-la, pois me indicou um novo sentido para os fatos.


"O tempo é o nosso explicador silencioso"


Ah, que mão fechada a minha... Transcrever só uma parte da frase... Vamos a ela completa:


"Aguarda, porém, confiante, a passagem dos dias. O tempo é o nosso explicador silencioso e te revelará ao coração a bondade infinita do Pai que nos restaura a saúde da alma (...)” 
Emmanuel (psicografia de Chico Xavier)


Silenciosamente, vai o tempo tecendo e bordando a colcha da existência. Quando, aguardando um certo tempo, olho de novo, o bordado já faz sentido. Mas esperar é tão difícil. Tentamos negociar com o Senhor Tempo, queremos manipulá-lo, experimentamos "métodos" de fazer os frutos desabrochar prematuramente. 


Quanta ingenuidade na rebeldia! Prossegue o Senhor Tempo ousadamente, pouco se importando com as vãs tentativas de sabotar seu paciente e persistente trabalho.


Por causa disso, hoje estou achando que é mais sábio abrir mão da rebeldia e copiar a atitude que se revela na canção Oração ao tempo, do Caetano:


"Entro num acordo contigo"
Caetano Veloso


É, tempo... Vamos fazer um acordo de paz? Você já me propôs isso há longa data, agora resolvi aceitar...



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...