segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Cócegas na alma

"E a doçura é tanta que faz insuportável cócega na alma. Viver é mágico e inteiramente inexplicável." 
Clarice Lispector


Dias atrás escrevi sobre passar além da dor. Preciso ser honesta o suficiente e compartilhar com vocês que este ano -- paradoxalmente? -- também foi um dos mais felizes dos últimos tempos. Tenho experimentado pequenas e grandes alegrias vindas de fora e de dentro. E de cima... Alegrias que me fazem cócegas por dentro, como se lá houvesse dezenas de borboletas.


"You give me butterflies."


Fotografia de Olivia Bell

Minhas alegrias vêm principalmente do fato de estar apaixonada. Por tanta coisa e por tanta gente! Estou preenchida por Deus, que é o que quer dizer entusiasmada.


Entusiasmo (do grego en + theos, literalmente 'em Deus') originalmente significava inspiração ou possessão por uma entidade divina ou pela presença de Deus. (Wikipédia)




Mas eu seria injusta se deixasse de considerar que a maior parte dessas alegrias me têm sido trazidas pela afeição, pelo carinho, pelas atenções com que me cercam corações queridos. E, em contrapartida, pelo amor e pela ternura com que tenho feito o possível para envolver essas pessoas tão importantes para mim.


Meu carinho a vcs que têm povoado minha vida de doçura. (Sem citar nomes... Os daqui e os de lá. Os de perto e os de longe...)






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...