quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Guimarães Rosa


Estou me deliciando com a leitura de "João Guimarães Rosa: Correspondência com seu tradutor italiano Edoardo Bizzarri". As cartas de Rosa são uma preciosidade, uma delicadeza! E as de Edoardo acabam por incorporar o modo de dizer roseano...


Na verdade, parecem cartas de amor. É incrível como duas pessoas, com uma proposta de trabalho conjunto, conseguem se comunicar com tanto carinho, tanta poesia. Só mesmo a afinidade existente entre os dois para explicar tamanha sintonia.


E que delícia: pela boca do próprio Rosa ficamos conhecendo o significado das mais variadas situações e de paisagens e personagens que aparecem no livro "Corpo de Baile". É como conversar com o autor.


Muito interessante é GR desnudar os processos de escrita do texto. 


Livro imperdível!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...